Cicatricure gel: ele é mesmo eficaz contra as estrias?

O produto age melhorando a hidratação e a qualidade da pele

Considerada uma das grandes inimigas das mulheres que se preocupam com a sua beleza, as estrias podem ser definidas como o resultado de um esticamento da pele além daquilo que ela suportaria.

Elisabete Dobao, médica pós-graduada em Dermatologia, professora de Dermatologia Sanitária da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e membro da Academia Europeia de Dermatologia, explica que a estria é o resultado da ruptura das fibras elásticas presentes na pele. Pode ocorrer em situações como gravidez, ganho de peso ou crescimento rápidos, entre outras. “Acredita-se que a associação de fatores genéticos com alterações endócrinas e estiramento mecânico da pele tenham papel importante para o seu aparecimento. Apesar de mais de 70% das gestantes apresentarem o problema, quase 30% – com mesmo biotipo e ganho de peso – não a desenvolve”, acrescenta a médica.

Saiba mais: Estrifree comprar

Num primeiro momento, surgem linhas avermelhadas na região afetada e elas podem, posteriormente, assumir uma coloração esbranquiçada, apresentando, futuramente, a aparência de cicatriz. E, exatamente por deixaram esses sinais esteticamente desagradáveis na pele, é comum que as mulheres que sofrem com o problema busquem soluções para combater ou, pelo menos, amenizar a aparência das estrias.

A boa notícia é que, atualmente, é possível encontrar no mercado alguns produtos que prometem esses resultados. Entre eles, está o Cicatricure Gel, produto de tratamento para cicatrizes que também garante ter o poder de amenizar a aparência das estrias na pele.

O gel tem chamado bastante a atenção das mulheres, mas a maioria delas acaba ficando em dúvida sobre a sua eficácia. Exatamente por isso, uma boa solução é se atentar às opiniões de pessoas que já testaram o Cicatricure Gel. E isso fica muito mais simples em tempos atuais, em que muitas blogueiras compartilham no seu espaço virtual suas observações sobre determinado produto que já provaram.

Quem já usou o Cicatricure Gel
A médica Elisabete Dobao explica que o Cicatricure Gel, de maneira geral, age melhorando a hidratação e a qualidade da pele, que se regenera em uma situação melhor. “Por análise da fórmula e, segundo o fabricante, não há contraindicações” acrescenta.

FOTO: DIVULGAÇÃO / FARMÁCIA ONOFRE

Entre os principais ingredientes da fórmula do Cicatricure Gel estão alguns naturais, como extrato de cebola (Allium cepa L), de camomila (Chamomilla recutita), de tomilho (Thymus vulgaris), de conchas marinhas (Ostrea shell), da folha de nogueira (Juglans regia leaf), de babosa (Aloe barbadensis),de centela (Centella asiatica) e óleo de bergamota (Citrus aurantium bergamia).

Tatiane Donizete, autora do Testado pelo Fabricio, contou no blog que algumas estrias surgiram em seu quadril após a gravidez, o que a incomodava um pouco. Ela usou o Cicatricure Gel durante dois meses e obteve ótimos resultados, já que o produto hidratou muito sua pele. “As minhas estrias eram vermelhas e grossas e foram afinando e clareando. Elas não somem, mas suavizam bastante”, disse.

Rejane Costa, do Maratona da Beleza, também declarou em seu blog que aprovou o uso do Cicatricure. Com uma semana de uso, ela garantiu que o gel deixou suas estrias bem menos aparentes.

Carol Costa, autora do Momento Beaute, também fez uma resenha sobre o Cicatricure em seu blog. Ela declarou, após usar o produto, que as estrias não somem, nem diminuem, mas o gel hidrata muito a pele, melhorando seu aspecto e, automaticamente, o das estrias.

Onde comprar o Cicatricure Gel
O preço médio do produto é de R$50,00 e pode ser encontrado na maioria das farmácias. Na internet, você pode comprar o Cicatricure Gel na Farmácia Onofre por R$44,90.

Outras opções para combater as estrias
Elisabete Dobao destaca que existem outros produtos e tratamentos feitos em clínica para auxiliar no combate às estrias. “Elas devem ser tratadas, de preferência, no início de seu aparecimento. Existem peelings químicos, lasers, tratamentos de uso domiciliar, entre outros”, diz.

A médica acrescenta que a Luz Intensa Pulsada é indicada quando as estrias ainda estão vermelhas, “pois a luz é atraída pelo pigmento vermelho. Ou seja, quanto mais pigmento, mais a luz é atraída e melhor será o resultado”, diz.

O peeling combinado também é uma ótima opção, de acordo com Elisabete. “Nele, é feita a decapagem superficial com ácidos ou peeling de cristal, seguida da aplicação de peeling de ácido retinóico, onde a paciente deve retirar em casa após oito horas, ou peeling de ácido glicólico, que é retirado ainda no consultório”, explica.

A médica acrescenta que os tratamentos para serem feitos em casa devem utilizar ativos, através da nanotecnologia. “Assim, os ativos são fragmentados ao menor tamanho possível, penetrando com muito mais facilidade na pele e aumentando a sua eficácia”, diz.

Prevenção: como evitar o aparecimento das estrias

FOTO: THINKSTOCK

Mas será que existem maneiras de prevenir o surgimento de estrias? Esta é uma dúvida bastante comum entre as mulheres.

Elisabete Dobao explica que, para as estrias que surgem somente por aumento de peso, a manutenção do mesmo é o ideal. “Porém, as que surgem pelo crescimento rápido ou na barriga de uma gestante já são mais difíceis para prevenção, pois independem da ação individual”, diz. “Mas, manter a pele saudável e bem hidratada ajuda na manutenção da elasticidade e melhora sua defesa em situações de estresse”, finaliza a médica.

Portanto, se as estrias são um problema que te incomoda, não desanime! Existem boas opções de produtos e tratamentos para amenizar a aparência delas.

Caso decidida optar pelo uso do Cicatricure Gel, como já fizeram muitas mulheres, faça isso consciente de que ele não oferecerá resultados milagrosos e instantâneos, mas poderá ajudar na suavização das estrias, deixando sua pele mais hidratada.

Se possível, consulte também um dermatologista que possa indicar os melhores tratamentos e produtos para o seu caso em particular.

Os óleos corporais são uma maravilha para o corpo!

Hidrata e deixa a pele perfumada e macia. O seu uso é indicado especialmente para dias frios em que há um ressecamento intenso da pele. Há pessoas que possuem a pele muito seca e delicada que durante esses períodos nenhum creme consegue hidratar. Se esse é o seu caso, invista na compra de um óleo corporal.

Não pense que os óleos corporais são apenas para mulheres! Cada vez mais os homens que se preocupam com os cuidados da pele tem aderido ao uso do óleo no lugar do creme.

Especialistas garantem que a penetração na pele é muito mais rápida e eficiente que os que os cremes que existem por aí. Isso porque o óleo forma um filme sobre a pele. Além disso, há alguns que possuem alguns princípios ativos em sua fórmula que ajudam a ativar a circulação (como cânfora, mentol, por exemplo) e dão uma sensação de refrescante.

Como usar o óleo corporal?
Nota 10 Nota 0 – Óleo para o corpo
Para usá-lo, o ideal é espalhá-lo após o banho, com o corpo ainda molhado. Vá com calma! Apenas algumas gotas desse produto são suficientes para hidratá-lo. Passe com o corpo molhado, ainda no banheiro, depois dê uma “chuveirada” no corpo e seque com a toalha. Assim você vai ver que seu corpo vai ficar bem hidratado sem ficar parecendo que você mergulhou em uma panela de óleo, com aquela sensação de tudo grudando. Não esqueça de passar naquelas partes mais sequinhas do corpo, como cotovelo, calcanhar, joelho.

Leia também: Óleo de Argan como usar

Nunca passe esse tipo de produto no rosto. Os óleos devem ser usados apenas no corpo. A fórmula desse produto não é desenvolvida para o tratamento do rosto. Agora para quem tem pele oleosa e tendência à acne evite usar esses óleos.

E você, usa óleo para o corpo? Existe algum produto que usou e gostou muito? Exponha sua opinião, seja ela positiva ou negativa. Participe!

3 máscaras faciais para fazer com itens que você tem em casa

Aprenda alguns truques simples para ajudar a tratar problemas complicados
Redação

Quando se pensa em tratamentos estéticos é comum achar que eles só são possíveis em clínicas especializadas com recursos de alta tecnologia. De fato é verdade que quando vamos fazer algum procedimento é importante ter profissional de confiança dando as orientações necessárias. Afinal é a nossa saúde que está em jogo.

Leia também: Máscara Preta comprar

Mas existem algumas técnicas que podemos fazer em casa, sem colocar nossa saúde em risco e obtendo bons resultados. Algumas máscaras faciais são feitas com produtos naturais. E o melhor, que temos em casa. Sim, dentro da sua geladeira ou dispensa existem também itens que podem te ajudar a cuidar da saúde da sua pele.

Para orientar sobre quais ingredientes podem ser úteis para fazer máscaras faciais, o Minha Vida conversou com a fitoterapeuta e professora de estética Sueli Marini, da clínica Movimento Corporal (SP).

É importante lembrar que as máscaras não substituem os tratamentos dermatológicos ou estéticos. Além disso, é importante informar qualquer alteração que você note na sua pele. Sueli também conta que o ideal é fazer usar a máscara no máximo uma vez por semana e não mais que isso.

Confira a seguir as receitas que ela deu para diferentes problemas de pele.

Manchas na pele
Uma boa dica para melhorar o aspecto da pele é a máscara de aveia. Além de ser um alimento muito nutritivo, ela também é rica em silício e proteínas, o que contribui para a renovação pele. Isso ajuda nas divisões celulares e deixa o tecido com uma melhor aparência, além de mais saudável.

Receita

1 colher (sopa) de aveia
500 ml de iogurte natural
1 colher (café) de mel
Modo de preparo

Misture os ingredientes e permaneça com a máscara durante 20 minutos. Retire com água fria.

Acne e cravinhos
Quem tem acne e cravinhos pode usar a máscara de argila para complementar o tratamento dermatológico. A argila tem diversas propriedades: é antioxidante, secativa, adstringente, reconstrutora, antisséptica e desintoxicante. Por isso, ela pode ser usada para tratamento de acne, após a limpeza de pele, para melhorar celulite (pois ativa a circulação sanguínea), flacidez tissular e seborreia, entre outros usos.

Receita

1 colher de sopa de argila
1 xícara de chá de manjericão
20 gotas de própolis
Modo de preparo

Dissolva a argila no chá de manjericão até engrossar. Depois, acrescente 20 gotas de própolis. Enxague com água fria.

Envelhecimento precoce
O açaí é considerado mundialmente um dos mais potentes alimentos antienvelhecimento. O frutinho de um roxo intenso é um arsenal de nutrientes, como vitaminas (A, E, D, K, B1, B2, C), minerais (cálcio, magnésio, potássio, ferro), aminoácidos, antioxidantes e óleos essenciais. É rico em polifenóis que agem diretamente na saúde dos vasos sanguíneos e detonam os radicais livres, aqueles responsáveis pelo envelhecimento e dano à pele.

Receita

1 colher (sopa) de soja em pó
1 Polpa de açaí
10 gotas de própolis
Modo de preparo

Junte a soja com a polpa de açaí até dar ponto de creme e acrescente 10 gotas de própolis. Aplique a máscara ainda gelada.

Manteiga de cacau ou hidratante labial?

Leia também: Lábios ressecados como tratar

Sabe qual a diferença dos dois produtos?

A gente te explica! A manteiga de cacau praticamente não hidrata, ela simplesmente cria uma barreira de proteção contra o vento e o tempo seco. Se seus os lábios já estiverem muito ressecados, ela não vai ajudar muita coisa.
O hidratante labial que é conhecido como lip balm além de proteger, ajuda a acelerar o processo de regeneração da pele. Na maioria dos casos esses hidratantes possuem vitaminas e compostos que ajudam a manter a umidade e a recuperar a pele danificada. E são incolores.

4 ÓLEOS CORPORAIS QUE EU ADORO!

Confesso que não dou muita bola para óleos corporais no verão, não… Mas quando o clima esfria, eles viram meus melhores amigos, haha. Tenho a pele bem seca e, ultimamente, o clima aqui em Curitiba anda gelado, o que faz com que eu sofra um pouco com a pele descamando ou esbranquiçada. Por isso resgatei os óleos corporais que tinha ou ganhei nos últimos tempos e tenho usado muito! E apesar de eles não substituírem o hidratante corporal – já que eles só ajudam a manter a hidratação da pele – pra mim já faz uma super diferença.

E os que eu tenho usado ultimamente são os que estão nesse post aqui – vou falar mais especificamente de cada um deles já já. Além disso, também adoro o mais básico que tem, o óleo de amêndoas da Johnson’s – ele só não entrou no post porque não tenho nenhum no momento e quero usar esses antes de comprar novos. Mas ele está no meu coração também, especialmente pelo custo-benefício.

Procurando indicação de hidratantes para usar no frio? Aqui tem vários!

Leia também: Óleo de rosa mosqueta onde comprar

O Bio-oil ficou bem famosão ultimamente (tem post só dele aqui) – ele é um óleo que pode ser usado tanto no corpo quanto no rosto e promete hidratar, nutrir e melhorar a aparência da pele com o uso contínuo.

Esse óleo da Souvie eu não conhecia, mas recebi outro dia e já fui testar – ele é orgânico e promete reestruturar o equilíbrio da pele. A composição tem óleos orgânicos de girassol, coco, rosa mosqueta e castanha-do-pará, ricos em vitaminas A, B, C e E. Originalmente ele foi feito especialmente para gestantes – não é meu caso no momento haha, mas uso mesmo assim.

O Huile Tonic da Clarins é um óleo formulado 100% com extratos vegetais – ele promete hidratar e ajuda a firmar, restaurando a elasticidade da pele.

Para terminar o Sève, da Natura, é super famoso também – eles sempre lançam edições diferentes com perfumes gostosos. Esse aí é o de Amêndoas e Frésia. Ele promete pele macia e hidratada por até 24 horas.

óleos corporais

A textura de todos é bem semelhante – uns são mais grossos, como o da Clarins, enquanto outros são um pouco mais fluídos, tipo o Bio-oil, mas não tem muita variação nesse quesito, não.

óleos corporais

Quanto ao perfume, quem ganha de lavada é o da Natura, que tem um perfume bem delícia – acho que esse de frésia talvez seja o que eu mais gostei de todos os da linha que já testei. O que eu menos gosto nesse quesito é o da Souvie – mas não é algo que me incomode, uso normalmente mesmo assim. O que acontece é que, como ele é todo orgânico e natureba, ele tem cheiro dos óleos mesmo, não tem perfume junto, sabem como? Já os outros dois são mais neutros.

Acho que todos deixam a pele macia e dão uma ajuda na hidratação, mas o melhor, para mim é da Clarins. Juro, queria um litro desse, mas infelizmente não será possível porque ele é absurdamente caro, hahaha. Não se pode ter tudo nessa vida – por isso economizo esse potinho mini! De qualquer forma, gosto bastante dos demais também, recomendo todos,

ONDE COMPRAR?
O óleo da Souvie é vendido em farmácias, como na Panvel, por exemplo – o frasco de 90 ml custa R$ 86; o óleo da Clarins e o Bio-oil podem ser encontrados no Beleza na Web – o da Clarins custa R$ 298 por 100 ml e o Bio-oil custa de R$ 36,99 a R$ 79,99, dependendo do tamanho do frasco; por fim, o da Natura, que custa R$ 64,90, pode ser encomendado com consultoras ou adquirido nas loja física ou virtual.

7 peelings caseiros para uma pele mais bonita e saudável

Receitas com café, mel e aveia, por exemplo, podem deixar sua pele muito mais limpa, macia e rejuvenescida

Você sofre com oleosidade, acnes, cravos ou manchas?! Saiba que os peelings podem fazer maravilhas por você, pois esfoliam e renovam a pele, combatendo esses sinais incômodos e deixando a pele do rosto muito mais saudável e bonita!

E isso tudo sem que seja necessário gastar muito! Pois, embora os peelings mais profundos sejam procedimentos médicos que só devem ser feitos em consultório e com um profissional qualificado, existem peelings mais superficiais que podem ser realizados em casa, com produtos facilmente encontrados e seguros para a pele!

Tais peelings promovem o chamado efeito esfoliante, renovando a pele e proporcionando efeitos que vão desde a diminuição da acne, passando pela melhora da pele oleosa e chegando até o clareamento de manchas e rejuvenescimento facial!

Vale a pena apostar nestes tratamentos caseiros, porém, é bom lembrar que eles não fazem milagres e não melhorarão sua pele “da noite para o dia”. É preciso dar sequência ao tratamento por certo período e ter paciência para conseguir ver os bons resultados. Além disso, nada de exageros! Os peelings não devem ser aplicados mais do que três vezes por semana. Vamos às receitas:

Leia também: Peeling Caseiro como fazer

1. Peeling caseiro de açúcar com azeite

IMAGEM: DICAS DE MULHER

O açúcar tem o poder de esfoliar e, assim, renovar as células da pele, enquanto o azeite extravirgem penetra profundamente na pele, nutrindo e regenerando até as camadas mais profundas. Esse peeling deixa a pele mais bonita, clara e ajuda até a suavizar pequenas rugas.

Leia também: 11 maneiras de fazer um SPA em casa

Ingredientes
1 colher (sopa) de açúcar cristal
1 colher (sopa) de azeite extravirgem
Preparo e aplicação
Coloque os dois ingredientes em um recipiente pequeno e misture com uma colher até formar uma pastinha homogênea. Antes do banho, aplique com leves massagens circulares sobre a pele levemente umedecida. Tome cuidado para não pressionar demais. A aplicação pode ser feita em todo rosto com atenção especial à área dos olhos, pescoço e boca, onde a pele é mais fina.

Em seguida, tome o banho normalmente, sem aplicar sabonete nas regiões onde foi feita a esfoliação. Faça essa esfoliação preferencialmente à noite. Mas, se fizer durante o dia, passe imediatamente após o peeling o protetor solar.

2. Peeling caseiro de iogurte com aveia

IMAGEM: DICAS DE MULHER

Esse peeling ajuda a clarear a pele. A aveia em flocos finos remove as células mortas superficiais (que estão cheias de melanina), enquanto o ácido lático do iogurte estimula a renovação da pele e inibe a produção de mais melanina.

Ingredientes
1 colher (sopa) de aveia em flocos finos
1 colher (sopa) de iogurte natural
Preparo e aplicação
Num recipiente, misture os dois ingredientes. Durante o banho, após lavar o rosto com sabonete adequado, aplique o peeling com massagens circulares e suaves, principalmente nas regiões da pele com mais manchas. Faça isso por dois ou três minutos, no máximo. Em seguida, enxágue bem. Seque a pele e já aplique o protetor solar (caso tenha feito o peeling durante o dia).

3. Peeling caseiro de farelo de aveia com mamão

IMAGEM: DICAS DE MULHER

O farelo de aveia remove as células mortas da superfície da pele e ajuda a desobstruir os poros. O mamão potencializa o efeito esfoliante, proporcionando uma limpeza completa da pele. Já o óleo de oliva, repõe imediatamente os lipídios perdidos. O resultado é uma pele mais limpa, menos oleosa, sem acne e bonita.

Leia também: 10 alimentos anti-idade que você deve incluir na sua dieta

Ingredientes
1 colher (sopa) de farelo de aveia
1 colher (sopa) de mamão papaya amassado
1 colher (café) de óleo de oliva extravirgem
Preparo e aplicação
Misture os ingredientes até formar uma pastinha. Após lavar o rosto com um sabonete facial, e ainda com a pele ligeiramente úmida, passe a mistura com movimentos circulares na testa, queixo, nariz e maçã do rosto (áreas mais oleosas e mais afetadas pela acne). Para finalizar, enxágue bem o rosto com água corrente.

4. Peeling caseiro de café

IMAGEM: DICAS DE MULHER

Muita gente nem sabe, mas este produto que praticamente todo mundo tem em casa é poderosíssimo. Para este peeling você vai usar somente a borra de café (isso mesmo, aquilo que sobra no filtro quando você faz o café!), que é um milagroso remédio para diminuir manchas, ajudar na regeneração da pele e ativar a circulação.

Ingredientes
Borra de café (o quanto baste para passar no rosto)
Preparo e aplicação
Lave o rosto com um sabonete facial e água morna para abrir os poros. Pegue um punhado da borra de café e passe com movimentos circulares no rosto todo, tomando cuidado com a área dos olhos. Deixe o peeling no rosto por no máximo um minuto. Depois, é só enxaguar com água corrente ou limpar com um algodão com água.

5. Peeling caseiro de mel e açúcar
Este é um ótimo peeling para diminuir cravos e espinhas e ajudar a diminuir a oleosidade do rosto. Você precisará de mel – que é bactericida e antifúngico, ajudando no controle de cravos e espinhas – e de açúcar, que atua na esfoliação.

Ingredientes
1 colher (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de mel
Preparo e aplicação
Lave o rosto com sabonete facial e água morna. Em um pote, misture os dois ingredientes, fazendo uma pastinha. Aplique na face com movimentos circulares, especialmente onde há mais cravos e espinhas. Evite passar nas áreas mais sensíveis, como a região da boca e dos olhos. Enxágue bem com água corrente.

Leia também: 7 receitas caseiras e baratas para cuidar da pele

Esse peeling pode ser feito uma vez na semana ou, no máximo, duas vezes na semana para quem tem a pele mais oleosa.

6. Peeling caseiro de maracujá

IMAGEM: DICAS DE MULHER

Esta fruta é rica em vitamina A e, quando utilizada em produtos de beleza, ajuda a acalmar a pele e devolver sua maciez. Esse peeling ajuda a combater as rugas, deixando a pele mais jovem e bonita, e ainda diminui a irritação e a vermelhidão da pele. A receita deve ser usada uma ou duas vezes na semana.

Ingredientes
1 maracujá
Preparo e aplicação
Em uma vasilha, retire toda a polpa do maracujá com as sementes. Espalhe a fruta no rosto e aguarde de dois a três minutos. Em seguida, lave com água corrente. Para dias de calor, a dica é usar um maracujá gelado na receita para dar sensação de frescor à pele.

7. Peeling caseiro com óleo de coco

IMAGEM: DICAS DE MULHER

Este peeling possui efeito rejuvenescedor e deixa a pele muito mais sedosa e bonita, pois utiliza ingredientes ricos em antioxidantes. O açúcar, por vez, faz a esfoliação.

Ingredientes
1 colher (sobremesa) de mel
1 colher (sobremesa) de óleo de coco
1 colher (sobremesa) de açúcar
Preparo e aplicação
Junte os ingredientes e misture bem. Aplique no rosto fazendo uma massagem em movimentos circulares e deixe por cinco minutos no rosto. Depois, lave com água corrente e sabonete facial neutro.

Leia também: 14 truques de beleza caseiros e baratos

Agora você já sabe que dá para conquistar efeitos incríveis com peelings caseiros! Mas, lembre-se que os tratamentos caseiros não oferecem resultado imediato, por isso, é importante seguir uma rotina de cuidados e ter paciência.

Além disso, em casos de queixas mais específicas, como, por exemplo, peles muito oleosas ou com grandes manchas, o tratamento médico não deve ser substituído. É essencial procurar um dermatologista que indicará os tratamentos mais adequados para cada caso.

Leia também: Biotina

Biotina: conheça os benefícios para os cabelos, pele e unhas
Nutriente também ajuda na melhor absorção de outras substâncias e é bom para quem tem diabetes

O amendoim possui boas quantidades de biotina – Foto: Getty Images
A biotina é uma vitamina do complexo B. Ela também é conhecida como vitamina B7 e vitamina H. Trata-se de uma vitamina hidrossolúvel produzida no intestino pelas bactérias e obtida por meio da alimentação.

Assim como outras vitaminas do complexo B, a biotina está relacionado ao metabolismo das gorduras, carboidratos e proteínas. Ela também é essencial para a saúde da pele, unhas e cabelos.

Leia também: Biotina funciona

Benefícios comprovados
Bom para a pele: A biotina é muito benéfica para a pele, isto porque ela ajuda no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras o que acaba melhorando a saúde da pele. A ausência da biotina pode fazer com que a pele fique seca, escamosa e com vermelhidão em volta da boca e nariz.

Bom para o cabelo: A ausência da biotina pode causar a queda de cabelos e também fazer com que os fios fiquem enfraquecidos. Ainda não é certa a relação entre o nutriente e os cabelos, mas alguns especialistas acreditam que a biotina tem relação com a produção de queratina, proteína que compõe o cabelo.

Bom para as unhas: A falta de biotina pode enfraquecer as unhas. Alguns especialistas acreditam que isto ocorre porque o nutriente tem relação com a produção de queratina, proteína que compõe as unhas.

Ajuda na absorção correta dos nutrientes: A biotina, juntamente com outras vitaminas do complexo B, contribui para o metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas, fazendo com que o corpo os absorva da melhor maneira.

Saiba mais: Sete cuidados com o couro cabeludo garantem cabelos mais bonitos e saudáveis
Benefícios em estudo
Bom para quem tem diabetes: Como a biotina ajuda a metabolizar melhor os carboidratos, alguns estudos apontam que a biotina pode ser interessante para diabéticos. Contudo, ainda são necessárias mais pesquisas para se comprovar este benefício.

Deficiência de biotina
A deficiência de biotina é extremamente incomum porque este nutriente está muito presente na alimentação. Contudo, quando acontece os sintomas da ausência do nutriente são: fraqueza nas unhas e cabelos, calvície, pele seca e escamosa e vermelhidão em volta do nariz e da boca. Outras complicações que podem ocorrer são conjuntivite, dermatite exfoliativa, dores musculares e lassidão, acompanhada de aumento da glicemia.

Combinações da biotina
Para proporcionar os benefícios mencionados, a biotina precisa ser ingerida com as outras vitaminas do complexo B. Além disso, é importante que ela faça parte de uma dieta balanceada.

Fontes da biotina
As principais fontes de biotina são o amendoim, as nozes, o tomate, a gema do ovo, a cebola, a cenoura, alface, couve-flor e amêndoa. A carne vermelha, o leite, as frutas e as sementes também contam com o nutriente.

Varizes: sintomas, tratamentos e causas

O que é Varize?
Varizes são veias com tortuosas, dilatadas e insuficientes. Qualquer veia pode ficar varicosa, mas é mais comum as varizes afetarem as pernas e pés – isso porque ficar em pé parado ou assentado por longos períodos aumenta a pressão nas veias da parte inferior do corpo.

Para muitas pessoas, as varizes e vasinhos (uma variação mais leve de varizes) são uma preocupação puramente estética. Para outras pessoas, varizes podem causar dor, desconforto e até mesmo problemas mais graves, como aumentar o risco de doenças circulatórias. O tratamento pode envolver medidas de autocuidado ou procedimentos para fechar ou remover as veias.

Causas
Varizes são veias dilatadas que geralmente ocorrem na parte mais superficial da pele. A causa mais comum de varizes é a influência genética, uma vez que existe forte predisposição familiar. Pode-se herdar veias mais frágeis que com a idade e fatores de risco predispõem ao aparecimento das varizes.

Menos comumente, as varizes podem ser um sinal de um problema mais grave que pode, por vezes, precisar de tratamento. Estes problemas graves podem incluir:

Coágulos de sangue ou bloqueio nas veias
Veias profundas danificadas
Vasos sanguíneos anormais (fístulas arteriovenosas)
Tumores (muito raramente).
Saiba mais: Exercícios ajudam no tratamento das varizes
Fatores de risco
Os fatores que aumentam o risco de desenvolver varizes incluem:

Gravidez
Ser do sexo feminino
Idade avançada
Excesso de peso e obesidade
História familiar de varizes
Passar muito tempo em pé
Condições que aumentam a pressão no abdômen, tais como doenças do fígado, líquido no abdômen ou insuficiência cardíaca
Fístulas arteriovenosas
Passado de Trombose venosa Profunda.
Sintomas
Sintomas de Varizes
As varizes podem não apresentar sintomas além de do aparecimento de veias tortuosas, dilatadas e azuladas logo abaixo da pele. Se você apresentar sintomas de varizes, eles podem incluir:

Dor, ardor, ou sensação de peso nas pernas, que podem ser mais acentuados no fim do dia
Leve inchaço, geralmente envolvendo apenas os pés e tornozelos
Coceira na pele sobre a veia varicosa.
Os sintomas mais graves de varizes são:

Acúmulo de líquido e inchaço na perna
Inchaço e panturrilha com dor significativa após ficar sentado ou em pé por muito tempo
Mudanças na cor da pele ao redor dos tornozelos e pernas
Pele seca, esticada.
Os sintomas de varizes pode se tornar mais graves alguns dias antes e durante o período menstrual.

Diagnóstico e Exames
Buscando ajuda médica
Alguns cuidados, como fazer exercícios, elevar as pernas ou usar meias de compressão, podem ajudar a aliviar a dor das varizes e impedir complicações. Mas, se os sintomas não passarem após essas medidas ou há preocupação com relação às complicações das varizes, busque ajuda médica.

Na consulta médica
Especialistas que podem diagnosticar e acompanhar varizes são:

Angiologista
Cirurgião vascular.
Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.
O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Leia também: Varicell

Quando você notou as varizes?
Você sente alguma dor? Caso sinta, quão grave é a dor?
O que, se alguma coisa, parece melhorar os sintomas?
Alguma coisa parece piorar os sintomas?
Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para varizes, algumas perguntas básicas incluem:

O que está causando os sintomas?
Quais são as outras causas possíveis para as varizes?
Quais exames são necessários?
Como são tratadas as varizes?
Quais são as alternativas para a abordagem primária que você está sugerindo?
Tenho outras condições de saúde. Como posso gerenciar essas condições juntas?
Devo fazer alguma restrição?
Há algum material impresso que eu possa levar para casa comigo? Quais sites você recomenda visitar?
Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Diagnóstico de Varize
As varizes geralmente são diagnosticadas fazendo apenas uma análise da pele e aparência das veias. Durante o exame físico, o médico ou médica irá examinar suas pernas, pés ou quaisquer outras áreas afetadas. Ele ou ela vai buscar sintomas inchaço, alterações na cor da pele, úlceras e outros sinais de ruptura da pele. Para estudar o fluxo de sangue, você pode precisar mover suas pernas em posições diferentes.

Se há suspeita de varizes, após um bom exame clínico você poderá fazer um exame de ultrassom Doppler Colorido Venoso de Membros inferiores.

Tratamento e Cuidados
Tratamento de Varize
Para a maioria dos casos, as varizes podem ser tratadas com medidas de autocuidado, tais como:

Exercício físico
Emagrecimento
Evitar o uso de roupas apertadas
Elevar as pernas sempre que possível
Evitar longos períodos em pé ou sentado.
Meias de compressão também podem ser usadas para o controle das varizes. Elas fazem uma compressão mais forte no tornozelo que vai diminuindo em direção à coxa ajudando a direcionar o retorno do sangue venoso de volta ao coração. A quantidade de compressão varia por tipo e marca. Ao comprar meias de compressão, certifique-se de que elas sirvam corretamente. Meias de compressão devem ser fortes, mas não necessariamente apertadas.

Além destas medidas básicas, pode ser que precise fazer um desses tratamentos:

Escleroterapia
Cirurgia, que são individualizadas para cada pessoa: pode-se usar a cirurgia convencional, laser, radiofrequência, espuma eco guiada ou mini cirurgia com anestesia local, de acordo com a evolução da doença. Por isto recomenda-se cuidar o mais precoce possível para que o tratamento seja o mais simples.
As varizes que se desenvolvem durante a gravidez geralmente melhoram sem tratamento médico dentro de três a 12 meses após o parto.

Como tratar varizes

Medicamentos para Varize
Os medicamentos mais usados para o tratamento de varizes são:

Diosmin
Hemovirtus
Hirudoid
Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)
Convivendo/ Prognóstico
Se você tem varizes, é possível controlar o problema e evitar complicações com medidas simples:

Usar meias de compressão
Praticar exercícios
Manter um peso saudável
Elevar as pernas
Evitar longos períodos sentado e de pé.
Varizes superficiais às vezes podem causar problemas leves, como hematomas ou hemorragias. Pequenos coágulos de sangue podem se formar ocasionalmente nas veias superficiais (flebite superficial). A maioria destes problemas pode ser tratado de forma segura em casa.

Em caso de contusão, eleve a perna e aplique gelo ou compressa fria nas primeiras duas horas após o ocorrido. Isso pode ajudar a reduzir a quantidade de sangramento sob a pele e minimizar hematomas
Se você arranhar ou cortar a pele sobre uma veia, pode sangrar muito. Eleve sua perna e aplique uma pressão firme com um curativo limpo sobre o local do sangramento. Continue a aplicar pressão durante 15 minutos. Se o sangramento não parou após 15 minutos, aplicar a pressão de novo durante mais 15 minutos. Você pode repetir esse procedimento até três vezes para um total de 45 minutos
Se você percebeu que se formou um coágulo de sangue em uma veia varicosa superficial (flebite superficial), procure ajuda médica e siga as instruções.
Complicações possíveis
Complicações das varizes incluem:

Ulcerações
Coágulos que podem levar a uma trombose venosa profunda e eventualmente embolia pulmonar e morte
Sangramentos
Pele seca, esticada, inchada e com coceira
Pele fina frágil, que se machuca facilmente
Mudanças na cor da pele ao redor dos tornozelos e pernas
Infecções fúngicas e bacterianas, que podem surgir a partir de problemas de pele decorrentes do acúmulo de líquidos (edema) na perna
Aumento do risco de infecção dos tecidos (celulite).
Prevenção
Prevenção
Não é possível evitar totalmente o aparecimento de varizes. No entanto, é possível melhorar a circulação e reduzir o risco de desenvolver complicações. As mesmas medidas que tratam o desconforto das varizes podem ajudar a prevenir o problema. Veja:

Praticar exercícios
Manter o peso saudável
Comer um alto teor de fibras
Reduzir o consumo de sal
Evitar saltos altos ou sapatilhas e meias apertadas
Elevar as pernas
Evitar ficar muito tempo na mesma posição.